terça-feira, 13 de dezembro de 2016


feliz natal

Série Hybrida

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Asas Negras - Cap 3 Espinhos - Parte 1

 
O alarme escandaloso da Escola Federal Darcy Ribeiro tocou, anunciando o horário do intervalo da manhã. Nem bem terminou o eco, os alunos já arrastavam cadeiras e mesas, saindo apressados das salas num tropel. 

Yashalom apenas olhou triste, por uns instantes, para os seus colegas que saíam da sala em algazarra. Voltou-se imediatamente para os seus cadernos, aonde copiava as matérias perdidas. Raquel, de longos cabelos encaracolados e grandes olhos castanhos escuros, pára ao lado da mesa, chamando a atenção da amiga. 

" Yasha! Vai perder o intervalo de novo?! "

A garota sentiu uma pontada de aborrecimento e chegou a olhar feio para a outra, mas abrandou ao reconhecer preocupação no rosto da amiga. 

" É o jeito! Estou com muita coisa atrasada para pôr em dia. Pra variar, as copiadoras não estão funcionando! Estamos em maio e este mês há muito o que se fazer na floricultura, e por causa disso estou chegando tarde em casa e não tenho como fazer mais nada, morta de cansaço! "

" Aposto que nem tem jantado! "

" Sempre dá pra preparar um miojo... "

Percebendo que Yashalom não queria prolongar a conversa, Rachel apenas concordou. " Tá bom, então! Você é quem sabe! "

Yashalom voltou aos seus cadernos, escrevendo o mais rápido que conseguia, deixando um rastro de garranchos. Estava tão concentrada que não percebeu alguém a observando da porta, e nem se deu conta de que tal pessoa se aproximou dela, parando ao seu lado. Só segundos depois ela notou o vulto, sentindo um gelo inexplicável subir por sua coluna. Receosa, subiu o olhar até encontrar os olhos esverdeados de Wojtyla, que a observava em silêncio, calmamente. 

" Droga! É você?! Por que você tá parado quieto aí?!" – Com raiva, a garota jogou a caneta sobre o caderno, que bate com a ponta e solta a tinta, manchando seus garranchos. " Aaah! Olha só o que você me fez fazer!! "– Desesperada, passou a mão por sobre a tinta ainda fresca, obtendo um resultado muito pior. Wojtyla interferiu.

Continua...

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Asas Negras - Cap 2 Mundo - Parte 5

 
 
Como se o chão se tornasse líquido, os corpos são submergidos lentamente, até não restar mais nenhum vestígio. Zach passa por onde os corpos foram engolidos pela terra, indo em direção à garota que se mantinha imóvel, encolhida contra a árvore, com uma das pernas formando um ângulo estranho. Percebendo o Daemon, que matara os outros dois de forma extremamente fácil, se aproximando dela, encolheu-se o máximo que era possível, rezando para que também a terra lhe tragasse antes que aquele homem chegasse até ela. 

Zach retirou o balandrau que trajava por sobre a túnica, parando diante da garota, que mantinha ainda mais o corpo encolhido e o rosto escondido, tremendo muito. Ela estava seminua e, onde suas vestes foram rasgadas, havia arranhões profundos causados pelas garras dos seus atacantes. Mas o que chamou mais a atenção do Guardião foi a perna direita dela, esticada e com o joelho virado para um lado improvável. Meneou a cabeça, abaixando-se frente a ela e, sem dizer palavra alguma, espalmou as mãos sobre a perna torcida. Ao perceber isso, a garota soluçou de medo. 
 
"Não há mais nada a se temer, criança. "

Uma onda de calor emanou das mãos do Guardião, fazendo com que a região ferida se avermelhasse. A garota, vencendo seu medo, ergueu a cabeça para ver o que aquele Daemon fazia com sua perna, que se aquecia em um calor que fazia a dor latejante ceder. Quando a dor passou e a quentura amenizou, ela pôde novamente movimentar a perna: estava curada! 

Zach jogou o balandrau sobre a jovem Daemon, que o olhava com um misto de apreensão e agradecimento. O Guardião ajudou-a se levantar. Apesar do corpo desenvolvido, ela era apenas uma adolescente. 

" Você é muito vulnerável por não possuir a Força Psíquica nem a Força Física. Não ande mais a só se não é capaz de se defender, menina! "

Fim do Capítulo 2.
Continua...

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Asas Negras - Cap 2 Mundo - Parte 4


Excitados com a provável descoberta, os dois Daemons se esqueceram de que o alvo do tal boato estava ali presente, e do perigo que isso representava para eles. Começaram a fantasiar planos com tal conhecimento. O grandalhão começou. 

" Mas isso é uma mina de ouro! Imagine o que poderíamos fazer se tivermos como refém o herdeiro do Senhor do Sul?! "

" O Presbitério não vai gostar nada de saber que o seu Escolhido é um pai desnaturado que põe crias no mundo e as abandona como um animal selvagem! Nós próprios é que nos tornaríamos os Senhores de Terras do Sul se entregássemos essa verdade àqueles velhos inúteis! Isto, é claro..." – E Sig se voltou para o Guardião, que o encarava com um misto de apreensão e fúria. " ...se o poderoso Zach achar que a vida do bastardo mestiço vale mais do que a sua reputação! "

Os dois comparsas começaram a rir, baixando completamente a guarda. Ouvir a sua criança ser chamada de bastarda foi a gota d'água para Zach! 

A energia em volta do Guardião começou a se desenvolver e chispar o ar, fazendo movimentar em torno de si as folhas secas do chão, algumas até se dissolvendo. Quando Zach reabriu os olhos, suas pupilas estavam fechadas em fendas, como as de um gato, e a Marca de sua Força, o símbolo que carrega marcado em sua fronte como uma tatuagem, se abre numa luz carmesim, liberando a energia contida em seu chakra frontal. 

Com velocidade e força muito superiores às dos Daemons comuns, Zach agarra o grandalhão pelo pescoço, suspendendo-o a centímetros do chão. 

Assombrado com tal ataque, o renegado tenta inutilmente se livrar das garras do Guardião, que o estrangula, quebrando-lhe em segundos o grosso pescoço com apenas uma mão. O corpanzil cai pesadamente no chão, feito um boneco de trapos. Sig, que também ficou assombrado com a velocidade do ataque, recobra sua ação, e de seus punhos saem dois esporões enormes em forma de ponta de lança recurvada, partindo para o embate. 

Zach se desmaterializa no momento que uma das garras parece atravessá-lo, o que desnorteia o renegado. Ressurge às costas dele, que tem apenas alguns segundos de vida. O Guardião espalma sua mão direita sobre a cabeça de Sig, desferindo uma descarga de energia térmica, incinerando-o internamente através dos chakras. 

Tudo se tornou novamente silencioso na enganadora tranquilidade daquela floresta. Apenas o chiar do vento quebrava aquele silêncio repentino, farfalhando nas folhas secas, arbustos e árvores. Os dois corpos sem vida, estirados no chão recoberto de folhas e galhos, são contemplados calmamente pelo Guardão, que se mantém abstraído por alguns segundos até que, por fim, estende sua mão direita na direção deles, emanando dela uma energia em ondas.

Continua...

sábado, 22 de outubro de 2016

Asas Negras - Cap 2 Mundo - Parte 3

" É para isso que usam a Força? Para atacar pela floresta aos fracos e desavisados? Até mesmo crianças?! "

Pasmo, o Daemon renegado se desarma, voltando-se para o outro, na dúvida se gargalhava ou não. 

" Ei! Tu tá enganado, Sig! Não pode ser o mesmo Daemon que matou o Guardião do Norte durante a guerra! Frouxo desse jeito, não mata nem um inseto! "

Sig, pensativo, se afasta dando as costas ao comparsa e ao Guardião, levando a mão ao queixo e sorrindo cinicamente. 

" Afrouxou, é? Ah... mas acho que sei a resposta para isso... acho que aquele boato não era só conversa fiada! Quando me contaram não pude acreditar, mas... "

Voltando sua atenção para a garota que permanecia encolhida entre as grossas raízes da árvore, onde estava caída e machucada sem condições de fugir, Sig tornou a falar, usando de malícia. 

" Todos sabemos que muita coisa mudou depois que Imăm, o antigo Guardião do Norte, morreu. Inclusive que alguns Daemons se deram ao luxo de ficarem mais mansos... Então Zach, o salvador das Terras do Sul, agora virou protetor das criancinhas que vagam sozinhas pelo bosque? "
 
Voltando-se para Zach, Sig alarga seu sorriso debochado. 

"Por que essa preocupação com as criancinhas desamparadas da floresta, grande Zach? Será que é porque isso te lembra do teu filhote com uma mulher do Plano Terrestre? Como você conseguiu copular com uma mulher do outro Plano é um mistério, mas, afinal, vocês feiticeiros são capazes de coisas esquisitas, não é?! "

Tal revelação transpassou o coração de Zach como fosse uma lança de gelo, e ele não conseguiu manter sua habitual serenidade. Seu espanto em saber que criaturas tão baixas e rudes tinham conhecimento de um segredo seu, fez com que demonstrasse em sua expressão. Zach estava aterrado! 

Os dois Daemons começaram a rir vitoriosos, após o instante de assombro ante a reação do Guardião. Até então, aquilo era um boato que se espalhava timidamente pelas tabernas e paragens ordinárias, mesmo porque ninguém se atrevia a comentar abertamente qualquer coisa a respeito de um Guardião, ainda mais um boato tão inverossímil. Mas a reação de Zach confirmava que havia alguma verdade naquilo. 

Continua...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sanka - In Memoriam

Sanka - In Memoriam
02/04/1998 - 20/09/2011