domingo, 7 de fevereiro de 2016

Yashalom, uma Star Children

Há MUUUUITO tempo antes de chegar esse modismo de "crianças índigo, cristal, arco íris e outras 16 milhões de cores", há muito tempo antes de a internet se tornar uma coisa banal, há muito tempo antes de teoristas da conspiração falarem sobre humanos híbridos com extraterrestres ou outros extras seres por aí, Hybrida já abordava o assunto, isso nos idos de 1997, quando a história foi concebida!

Inspiração vinda do Astral?
Nem tanto.

Quando jovem, gostava por demais de assuntos estranhos, como Ufologia e Misticismo. Dos 10 aos 16 anos, colecionei as revistas que me serviram de base para todas as esquisitices (hoje em dia nem tanto) que eu coloco em minhas histórias. Tratavam-se das revistas "Fenômeno Óvni" e "Ano Zero". Tanto que o nome da protagonista, YASHALOM, foi retirado de um artigo sobre anjos encarnados, e havia uma moça, supostamente um desses anjos, de nome Yashalom.

É interessante como, ao longo da vida, vamos absorvendo informações e guardando nas gavetas do inconsciente (ou mesmo na memória do consciente), até que um dia essas informações vêm à tona para algum uso em particular, mas acabamos não levando isso em consideração e atribuímos tudo à inspiração ou, nas mais radicais hipóteses, até tratar-se de uma psicografia.

Ao longo desse tempo em que permaneci parada (há mais de um ano sem escrever nada, desde 2014), vim adquirindo novas informações, sendo que algumas vêm atestando o que eu já havia abordado em alguns de meus textos, como no livro Asas Negras, por exemplo.

Então, acabei descobrindo algumas coisas legais (ou não...) sobre o que rola na história de Yashalom e Companhia... assuntos como hibridização de humanos com seres de outros planos ou dimensões, exílio de espíritos em punição, mundos de regeneração, nova geração de humanos chamados de "crianças das estrelas" ou "sementes das estrelas"... tudo isso se encontra nas 500 páginas do primeiro livro da saga Híbrida, Asas Negras.

Com essas novas informações, que me ajudaram a compreender o livro (mesmo que eu tenha escrito, mas nem tudo eu compreendo, rs), descobri que:

* Yashalom é uma Star Seed, ou Criança das Estrelas. Não sei bem em qual categoria ela se encaixa, mas acredito que seja uma Criança Cristal;
* Wojtyla, Enzo e Victor são mesmo exilados, como se diz no livro, mas foram exilados ainda encarnados (vivos);
* O Mundo Místico NÃO É um mundo inferior à Terra, como eu também achava, mas um mundo que está no início como Mundo de Regeneração. Inclusive, no final do livro, em que trago um pequeno resumo de cada país do Mundo Místico, há a informação de que aquele "planeta" havia passado por um cataclismo que dizimou a antiga população. Essa informação está contida no resumo sobre o país chamado "Grande Deserto", em que alguns de seus habitantes são remanescentes dos povos das "Terras do Norte", que fugiram da Era de Gelo daquele mundo. 
Mas por que Mundo de Regeneração e não Mundo Primitivo, se não há as tecnologias que vemos por aqui?
Porque seus habitantes são mais evoluídos do que os humanos da Terra, tanto que começam a desenvolver capacidades extrassensoriais e manipulação de energias. O Mal ainda existe naquele mundo, mas não é mostrado a barbárie típica de mundos de provas e expiações ou mesmo mundos primitivos. A violência é caso isolado. E mundo goza de relativa paz desde que foi retirado os causadores das últimas guerras (no caso Ímam e seus asseclas).
* Mostra claramente que há multiversos, ou universos paralelos. Mundo Místico não é um outro planeta, mas um mundo sobreposto ao planeta Terra, dando a ideia de realmente ser um outro plano dimensional, que pode ser acessador através da abertura de Portais, seja por força da Magia, seja por ocasião de revoluções astrológicas.
* Wojtyla, Victor e Enzo, algumas vezes, reclamam da densidade do corpo carnal que lhes abriga em exílio. Isso é mais uma evidência que tanto eles vieram de uma plano mais elevado, em que o corpo físico não é tão denso quanto o que existe na Terra, embora seja algo ainda pouco elevado, tipo entre 1 e 3 pontos.

Bem, por ora é isso. Há muito mais para se dizer, mas é mais fácil você adquirir o livro, seja em ebook pela Amazon ou impresso pelo Clube de Autores, e verificar por si mesmo essas referências que podemos facilmente, hoje em dia, constatar através de simples pesquisas no São Google.

E breve trarei uma BELÍSSIMA novidade, através da talentosa ilustradora Celly Monteiro :)
Até lá o/

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sanka - In Memoriam

Sanka - In Memoriam
02/04/1998 - 20/09/2011