domingo, 25 de setembro de 2016

Asas Negras - Prólogo - Parte 4

Do lado de fora, parada e temerosa, estava Mariellen, a moça humana que Zach conhecera há três anos, quando conseguiu forjar um portal interdimensional que ligou o Mundo Místico à Terra. Haviam se casado há sete meses e, desde então, ela vivia ali com sua nova família. Porém, a Guerra das Quatro Terras fora deflagrada e Zach, sendo um Oficial do Exército do Sul, foi convocado. Não se viam há quase três meses. 

As lágrimas e o medo de Mariellen não detiveram o jovem Daemon, quando se voltou para ela, agarrando-a pelo braço e praticamente a arrastando até o antílope que mastigava com voracidade o belo canteiro de flores de Zakiyah. A moça humana, completamente inabilitada para aquele mundo e não compreendendo as atitudes daquele homem que tanto amava, gemeu em protesto, mas não foi dispensada nenhuma atenção a mais por isso. Zach puxou a montaria pela rédea e, com extrema facilidade, ergueu a esposa até a sela, montando em seguida. 

" Zach... por favor! " – Suplicou, sem sucesso. 

O Órix desceu embalado a ladeira, passando com destreza e fluidez pela vegetação e rochas, como se estivesse completamente recuperado da louca corrida que empreendera, como se não carregasse alguns quilos a mais em suas costas. Mariellen apertou com força as pálpebras, não suportando a vertigem que a velocidade da montaria lhe impingia, e ainda com mais medo de se desequilibrar e cair, embora estivesse bem protegida pelos braços e corpo de Zach. Queria segurar-se em algo, mas temia encostar as mãos naquele animal tão estranho para ela, e as braçadeiras e peitoril de metal que Zach usava, pareciam a repelir! 

Há meses sem estar junto ao esposo, tendo uma saudade quase a sufocá-la, e ela sequer podia tocá-lo quando finalmente ele voltava para casa! Perdeu os sentidos por instantes, por causa da vertigem, e teria caído da montaria se Zach não a tivesse amparado, sobraçando-a pela cintura. Foi, somente assim, que ele fez com que o Órix parasse. Preocupado, deitou a moça em seu braço, vendo o rosto dela ainda mais pálido do que de costume. Os lábios, naturalmente avermelhados, estavam brancos. A fisionomia de Zach se abrandou e, embora seus traços voltassem à serenidade costumeira, a tatuagem continuava carmesim e as pupilas fendidas. 

" Ellen! Por Olorum! Acorde! "

Trêmulo, passou a ponta dos dedos desnudos sobre o rosto de sua amada, sentindo a pele dela muito fria. Somente então se deu conta do quão monstruoso devia estar aos olhos dela, que ainda não conhecia todas as particularidades daquele mundo e de seus habitantes. E ele, miseravelmente, não havia prevenido-a para essa sua face demoníaca. Até então, Mariellen somente conheceu um homem diferente, de fisionomia exótica que mais lembrava um elfo das mitologias nórdicas de seu próprio mundo.


Continua... 
 
Se quiser adquirir o Romance em formato de livro, poderá fazê-lo através destes links:

Clube de Autores - livro em formato impresso.
Amazon Kindle Store - livro em formato digital.
Donativo - Se preferir apenas fazer uma colaboração, pode fazer seu donativo de qualquer valor através do PagSeguro da Uol.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sanka - In Memoriam

Sanka - In Memoriam
02/04/1998 - 20/09/2011